Escolha uma Página

LIBER HAD

SVB FIGVRA DLV

 

 

Publicação em Classe D
(Para vencedores da Ordália X)

Imprimatur: 
V. V. V. V. V.
Na Fra. A.·.A.·.

O. M. 7=4

Tradução: Frater EVER a.k.a. Marcelo Ramos Motta

000. Este é o Livro do Culto do Infinito Interno.

00. O Aspirante é Nuit. Nuit é a infinita expansão da ROSA; Hadit a infinita concentração da Cruz. (Instrução de V.V.V.V.V.)

0. Primeiro, que o Aspirante aprenda de cor o Segundo Capítulo do Livro da Lei.

1. Adora, isto é, identifica-se com, Nuit, como uma lambente flama azul, tudo tocando, tudo penetrando, suas mãos amoráveis sobre a terra negra, e seu corpo flexível, arqueado para o amor, e seus pés macios não machucando as pequeninas flores, mesmo como ela é pintada na Estela de Revelação.

Esta é a primeira prática de meditação (ccxx. I. 26).

2. Que ele além disso se identifique com o coração de Nuit, cujo êxtase de suas crianças, é sua alegria ver-lhes a alegria, quem diz EU TE AMO. EU TE DESEJO. PÁLIDO OU PÚRPURA, VELADO OU VOLUPTUOSO, EU QUE SOU TODO PRAZER E PURPURA, E EMBRIAGUEZ DO SENSO MAIS ÍNTIMO, TE DESEJO. PÕE AS ASAS, E ACORDE O ESPLENDOR ENROSCADO EM TI: VEM A ME.. CANTA A CANÇÃO DE AMOR FELIZ PARA ME. QUEIMA PERFUMES PARA ME. USA JOIAS PARA ME. BEBE A ME, POIS EU TE AMO. EU TE AMO. EU SOU FILHA DO SOL POENTE, DE PALPEBRAS AZUIS; EU SOU O BRILHO NU DO VOLUPTUOSO CEU NOTURNO. A ME. A ME.

Esta é a segunda prática de meditação (ccxx. I. 13, 61, 63, 64, 65).

3. Que o Aspirante se aplique a compreender Hadit como um ponto sem extensão , vestido de luz inefável. E que ele se precate para que aquela Luz não o ofusque.

Esta é a primeira prática de Inteligência (ccxx. II. 2).

4. Que o Aspirante se aplique a compreender Hadit como o centro ubíquo de toda esfera concebível.

Esta é a segunda prática de Inteligência (ccxx. I. 3).

5. Que o Aspirante se aplique a compreender Hadit como a Alma de todo homem, e de toda estrela, conjuntando isto em sua Compreensão com a Palavra (ccxx. I. 2). “Todo homem e toda mulher é uma Estrela”. Que esta compreensão seja aquela de Vida, o doador da Vida, e que ele perceba que por esta razão conhecer Hadit é conhecer a morte.

Esta é a terceira prática de Inteligência (ccxx. II. 6).

6. Que o Aspirante se aplique a compreender Hadit como o Magista ou criador da Ilusão, e o Exorcista ou destruidor de Ilusão, sob a figura do eixo da Roda, e o cubo no círculo. Também como a Alma Universal do Movimento.
(Esta concepção harmoniza THOT e HARPOCRATES de uma maneira muito completa e miraculosa. THOT é tanto o Magus do Taro (veja-se Liber 418) quanto o Mercúrio Universal; HARPOCRATES tanto o Destruidor de TYPHON quanto o Bebê no Lotus. Note-se que a “posição Íbis” formula esta concepção com maior exatidão. E.I.).

Esta é a quarta prática de Inteligência (ccxx. II. 7).

7. Que o Aspirante se aplique a compreender Hadit como o perfeito, que é Não é, e a solver o mistério dos números de Hadit e seus componentes pelo seu correto Ingenium.

Esta é a quinta prática de Inteligência (ccxx. II. 15, 16).

8. Que o Aspirante, comportando-se como um grande Rei, desenraize e destrua sem piedade todas as coisas em si mesmo e seu redor que são fracas, sujas ou doentes, ou de outra forma indignas. E que ele fique extremamente altivo e alegre.

Esta é a primeira prática de Ética (ccxx. II. 18, 19, 20, 21).

9. Que o Aspirante se aplique a compreender Hadit como a Cobra que dá Conhecimento e Deleite e Glória Brilhante, que move os corações dos homens com embriaguez. Esta Cobra é azul e ouro; e seus olhos são rubros e suas escamas verdes e ultra-violetas. (Isto é, como a mais exaltada forma da Serpente KUNDALINI)

Esta é a sexta prática de Inteligência (ccxx. II. 22, 50, 51).

10. Que ele se identifique ainda mais com esta Cobra.

Esta é a segunda prática de Meditação (ccxx. II. 22).

11. Que o Aspirante tome vinho e estranhas drogas, de acordo com seu conhecimento e experiência, e com tais se embriague. (O Aspirante deve estar em uma condição tão sensitiva que uma única gota, talvez mesmo o cheiro, seja suficiente. E.I.)

Esta é a primeira prática de Arte Mágica (ccxx. II. 22).

12. Que o Aspirante concentre sua consciência na Cruz do Cristo ereta no cume da Montanha, e se identifique com esta Cruz. Que ele esteja cônscio da diferença entre a alma da Cruz e aquele pensamento que habitualmente ela desperta na mente dele mesmo.

Esta é a terceira prática de Meditação, e como será verificado, uma compreensão e harmonia e absorção das práticas de Inteligência (ccxx, II. 22).

13. Que o Aspirante se aplique a compreender Hadit como Unidade que é o Negativo. (Ain Elohim. E.I.)

Esta é a sétima prática de Inteligência (ccxx. II. 23).

14. Que o Aspirante viva a vida de um ser forte, belo, altivo e exaltado, desdenhoso de, e severo com, tudo que é baixo e vil.

Esta é a segunda prática de Ética (ccxx. II. 24, 25, 45-49, 52, 56- 60).

15. Que o Aspirante se aplique a compreender Hadit de acordo com este verso 26° do Segundo Capítulo do Livro da Lei. E isto será fácil para ele se ele tiver realizado bem a Terceira Prática de Meditação.

Esta é a oitava prática de Inteligência (ccxx, II. 26).

16. Que o Aspirante destrua a Razão em si mesmo de acordo com a prática em Liber CDLXXIV.

Esta é a quarta prática de Meditação (ccxx. II. 27-33).

17. Que o Aspirante observe devidamente as Festas apontadas pela A∴A∴ e execute tais rituais dos elementos quais ele possua, invocando-os devidamente em suas estações. 

Esta é a segunda prática de Arte Mágica (ccxx. II. 35-43).

18. Que o Aspirante se aplique a compreender Hadit como um bebê no ovo do Espírito (Akasa. E.I.) que é invisível dentro dos 4 elementos.

Esta é a nona prática de Inteligência (ccxx. II. 49).

19. O Aspirante sentado em seu Asana subitamente começará a respirar estranhamente, e isto sem a Operação da Sua Vontade; a Inspiração estará associada com o pensamento de intensa excitação e prazer, mesmo até a exaustão; e a Expiração será muito rápida e vigorosa, como se essa excitação fosse subitamente soltada.

Esta é a primeira e última Indicação do Sinal do Começo deste Resultado (ccxx. II. 63).

20. Uma luz aparecerá ao Aspirante, inesperadamente. Hadit erguer-se-á dentro dele, e Nuit Se concentrará sobre ele de fora. Ele será superado, e a Conjunção do Infinito Externo com o Infinito Interno ocorrerá em sua Alma, e o Um será resolvido no Nenhum.

Esta é a primeira Indicação da Natureza do Resultado (ccxx. II. 61, 62, 64).

21. Que o Aspirante fortaleça seu corpo por todos os meios a seu dispor, e que ele ao mesmo tempo refine tudo que está nele ao verdadeiro ideal de Realeza. No entanto, que esta fórmula dele, como deveria ser a de um Rei, seja excesso.

Esta é a terceira prática de Ética (ccxx. II. 70, 71).

22. Para o Aspirante que tenha sucesso nesta prática, o resultado continua a aumentar até seu clímax na morte física dele em sua devida estação,  esta prática deve, entretanto, prolongar a vida.

Esta é a segunda Indicação da Natureza do Resultado (ccxx. II. 66, 72-74).

23. Que o Adepto aspire à prática de Liber XI e pregue para a humanidade.

Esta é a quarta prática de Ética (ccxx. II. 76).

24. Que o Adepto adore o Nome, quádruplo, místico, maravilhoso, da Besta, e o nome de sua Casa; e dê bênção e adoração ao profeta da amorável Estrela.

Esta é a quinta prática de Ética (ccxx. II. 78, 79).

25. Que o Aspirante expanda sua consciência àquela de Nuit, e traga rojando adentro. Isto pode ser praticado imaginando que os Céus estão caindo, e então transferindo a consciência a eles.

Esta é a quinta prática de Meditação. (Instrução de V.V.V.V.V.)

26. Sumário. Preliminares.
Estas são as posseções necessárias.
1. Vinho e drogas estranhas.

27. Sumário continuando. Preliminares.
Estas são as compreensões necessárias.
1. A natureza de Hadit (e de Nuit, e as relações entre eles).

28. Sumário continuando. Preliminares.
Estas são as meditações que são necessárias executar.
1. Identificação com Nuit, corpo e espírito.
2. Identificação com Hadit, como a Cobra.
3. Identificação com Hadit como a Cruz do Cristo.
4. Destruição da Razão.
5. A queda dos Céus.

29. Sumário continuando. Preliminares.
Estas são as Práticas de Éticas a serem executadas.
1. A destruição de toda indignidade em si mesmo e seus arredores
2. Fartura, digo Fartura, quase violência, de Vida.

30. Sumário continuando. Preliminares.
Estas são as Artes Mágicas a serem executadas.
1. Durante a preparação, execute as Invocações dos Elementos.
2. Observe as festas apontadas pela A∴A∴.

31. Sumário continuando a prática mesma.
1. Busque as intoxicações apropriadas.
2. Como Nuit, contrai-te com infinita força sobre Hadit.

32. Sumário continuando. Os Resultados.
1. Peculiar respiração automática tem início.
2. Uma Luz aparece.
3. Samadhi dos dois infinitos dentro do Aspirante.
4. Intensificação de 3 com repetição.
5. Prolongação da vida.
6. A Morte torna-se o clímax da prática.

33. Conclusão do Sumário.
Estas são as práticas a serem executadas em sinal de Graças pelo sucesso.
1. Aspiração de Liber XI.
2. Pregação de THELEMA à humanidade.
3. Benção e adoração ao profeta da amorável Estrela.

Fonte

error: