Escolha uma Página

I° FRAGMENTO DE RITUAL

Tradução: Frater EVER a.k.a. Marcelo Ramos Motta

(Uma festa para o Supremo RItual)
(A ele a Alada chama secreta e a ela a descendente chama estelar) (Liber Legis).
(Que uma festa seja preparada e executada pelos oficiantes do Templo para dentro do qual eles se recolheram – pode ser qualquer lugar conveniente. Um Altar é necessário. Também um receptáculo com Vinho como eles mesmos podem decidier).
Os oficiantes são dois em número e procuram Nuit e Hadit, através de Babalon e a Besta.
– Para se velarem eles estão disfarçados de Ísis e Osíris.

ESTAS SÃO AS INSTRUÇÕES

Os oficiais encontram-se e dão-se as mãos por sobre o altar.
Quaisquer operações preliminares, tais como Ritual de Banição. etc.
Isis que retorna, que volta ao Altar e novamente eles se saudam mas como Iniciados. 

O. e I. se confrontam.

O. – Qual é a Hora?
I. – Quando o Tempo não tem poder.
O. – Qual é o lugar?
I. – No Limiar do Espaço.
O. – Que Deus nós despertamos?
I. – O Ardor da Cobra!
O. – Com o que Servimos?
I. – Sangue, Mente e Nervo!
O. – (O Relicário na Penumbra?- Da o Sinal de I.·. da A.·.A.·. que I. destroi com o Sinal de Mestre do Templo).
I. – É a boca do Útero.
O. – E o Sacerdote no Relicário?
I. – E este membro meu (I. repete o Sinal de Mestre do Templo e O. da o Sinal de Baphomet).
O. – E a Maravilha cima?
I. A Quinta Essência do Amor.
O. – Há Sacramento?
I. – Nove. Há Música e Vinho e Graciosa Dança.
O. – Para conseguir?
I. – O Transe!
O. – E são estes três Suficientes?
I. – Eles são os Servos do Amor.
O. – E o Sacrifício?
I. – Eu.
O. – E o Sacerdote? (E a Sacerdotisa?)
I. – És tu – Estou disposto a morrer em tuas mãos agora mesmo.
O. – Adora-me primeiro! (I. senta O. sobre o Altar).
I. – Minha Senhora eu tenho sede! O. dá Vinho – Eles bebem.
O. – Minha boca arde com o desejo do meu Senhor. (Eles trocam a Santa Saudação através de um beijo).
I. – Eu me ajoelho a teus pés e o Mel é doce. (O. toca música enquanto I. adora em silêncio).
O. – Exausta eu me afundo.
I. – Eu estou morto na Fímbria.
O. – Dancemos!
I. – Dancemos!
O. e I. juntos: Que o Senhor nos dê poder para nos perdermos no transe por uma hora! (Eles dançam juntos – Segue uma pausa de perfeita quietude e silêncio até quando o impulso vier e O. avança e coloca I. sobre o Altar).
O. – Exaure-me!
I. – Não. Bebe!
O. – Antes que eu afunde!
I. – Eu afundarei!
O. – Bebe Vinho! Oh! Bebe Vinho!
I. – Eu sou Teu!
O. – Eu sou Tua!
Eles bebem e se saudam como antes
I. – Estás armada?
O. – Com uma faca. (O. tira a faca de seu cabelo).
I. – O amor é melhor que a Vida. (O. corta um T invertido – o Sinal de NOX no peito de I.).
O. – Dancemos!
I. – Dando vinho! Ao Transe! (Eles bebem, então dançam)
(Eles bebem, depois dançam.)
O. – De volta ao trono! (I. retorna e senta-se ali).
I. – Eu adoro a Ti só!
(O. faz assim toca música se assim estiver disposta e continua conforme necessidade ou disposição possa ditar).
O. – Acabou nossa reporesentação. Estou pronta a matar. Unge-me!
I. – Eu me levanto diante do fogo em teus olhos. Eu te unjo teu Pai Babalon e a Besta! E eu te pergunto agora quem és tu?
— Eu sou a Prostituta que faz tremer a Morte – Estre tremor concede a Paz do ardor saciado. Mortalidade jorra do meu crânio e Música jorra de minha Vulva.
Imortalidade jorra de minha Vulva também, pois minha putaria é um olor doce como um Instrumento de 7 Cordas tocado para o Deus Invisível. O Governante de tudo que vai dando o grito agudo do Orgasmo.

(O Ritual da Estrela Rubi é executado em Silêncio)

FECHAMENTO

I. – Boca a Boca e Peito a Peito.
O. – Por ora devemos nos separar.
I. – Tempo e Espaço renovam a Ilusão.
O. – O amor é engolido em confusão.
I. – Que o Ritual nos sustenha eminente até a hora do Sacramento.
O. – Eu te amo e tu me amas.
I. – Agora e sempre possa ser assim.
I. e O. juntos – Mão em Mão e peito em peito:
Se bem que nos separemos que o Amor esteja conosco
(Eles se saudam como antes e partem)

—————-

Fonte

error: